NEPAT_tarja_01.png

Latest news

Março de 2020

“Nem uma única vez os dois voltaram a falar de saudade ou dos próprios sentimentos. Estavam juntos, sozinhos até, mas bem que poderiam estar de pé junto à cerca dos visitantes - Henry de um lado e Keiko do outro -, separados pelo arame farpado.”

(Jamie Ford, "Um Hotel na Esquina do Tempo", p. 262)

A indicação literária do mês é "Um hotel na esquina do tempo", romance de estreia do escritor estadunidense Jamie Ford.


Henry é filho de chineses que emigraram para os Estados Unidos e o único estudante asiático da escola Rainier, onde ele trabalha em troca de uma bolsa de estudos. Nos anos da Segunda Guerra Mundial, as tensões raciais estavam acirradas entre a comunidade chinesa e japonesa, num contexto já carregado de preconceitos contra imigrantes. Ainda assim, Henry se aproxima da nova bolsista, Keiko Okabe, uma jovem nipo-americana. No entanto, a amizade - e o primeiro amor - que florescia entre os dois é bruscamente interrompido quando o governo estadunidense começa a prender os imigrantes japoneses e Keiko é enviada para um campo de concentração.


Mais de quarenta anos depois, Henry vive uma vida pacata até o momento em que uma descoberta surpreendente muda tudo. Do porão do Hotel Panamá - o marco arquitetônico da divisa do velho bairro japonês de Seattle - surgem os pertences abandonados às pressas pela comunidade japonesa. Ao ver uma sombrinha vermelha - a sombrinha de Keiko - Henry se torna determinado a buscar por vestígios da família Okabe e a desenterrar as dolorosas memórias dos anos da guerra. O romance inaugural de Jamie Ford ilumina os impactos da guerra além dos campos de batalha e narra uma bela história de amor sobre promessas quebradas e esperança.

RECEIVE NEWS

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube